Coronavírus

Fim do uso de máscara na rua. "Com 85% da vacinação, será uma medida positiva"

Graça Freitas lembra que decisão cabe à Assembleia da República.

A diretora-geral da Saúde lembra que decidir pela não obrigatoriedade do uso de máscara na rua cabe à Assembleia da República.

No entanto, Graça Freitas entende que há condições para avançar com a decisão, mas com exceções, como em aglomerados.

"O risco de transmissão ao ar livre é muito menor e com 85% da população previsivelmente vacinada, a circulação do vírus será também muito menor", afirma.

A partir do próximo domingo, o uso de máscara na rua deverá deixar de ser obrigatório.

A Direção-Geral da Saúde está a trabalhar também numa proposta de alteração às regras de isolamento em caso de contacto com um infetado, que faça a distinção entre vacinados e não vacinados.