Coronavírus

Covid-19: o arrependimento de uma mulher não vacinada que esteve internada em cuidados intensivos

Loading...

Catarina Costa esteve em coma induzido durante 12 dias e mal acordou passou a recomendar a vacinação nas redes sociais.

Uma mulher de 38 anos foi internada nos cuidados intensivos do Hospital da Guarda. A experiência de 12 dias em coma induzido abalaram as certezas de Catarina Costa, que tinha optado por não se vacinar. Depois disso, passou a recomendar a vacinação nas redes sociais.

Catarina Costa, tem 38 anos, e regressou a casa esta segunda-feira, depois de ter estado 26 dias em internamento – 14 dos quais em cuidados intensivos. Os sintomas começaram por ser tosse e uma dor aguda nas costas. Foi identificada uma pneumonia grave, numa doença sem histórico de doenças crónicas.

Mal recuperou a força, relatou a sua experiência pessoal nas redes sociais e confessa-se agora rendida à importância das vacinas anti-SARS-CoV-2. Em recuperação e grata aos profissionais de saúde, Catarina quer continuar a partilhar o dia-a-dia, depois de ter sobrevivido ao coma induzido. Perdeu 12 quilos, a mobilidade que tinha e a capacidade de executar tarefas básicas.

Os dados mais atualizados mostram que a unidade de cuidados intensivos do Hospital da Guarda tem sete doentes, sendo que apenas dois estão vacinados.

SAIBA MAIS: