Eleições no Brasil

Eleições no Brasil: segunda volta marcada por polémica com transporte de eleitores

Loading...

Ao longo deste domingo, surgiram várias denúncias de que alguns brasileiros estavam a ser impedidos de votar em regiões favoráveis à candidatura de Lula da Silva.

Num país de grandes desigualdades, nem todos têm igual acesso ao local do voto, por isso foi decretada a gratuitidade dos transportes públicos em muitas cidades, bem como a proibição da polícia colocar entraves à circulação de autocarros com eleitores.

No entanto, ao longo do dia surgiram denúncias de que vários autocarros foram mandados parar, sobretudo nas regiões mais pobres do Nordeste, onde é maior a tendência para o voto em Lula da Silva.

Também a direção do metro de Belo Horizonte foi intimada pelo Tribunal Superior Eleitoral por ter cobrado bilhetes aos passageiros.

A segunda volta das eleições no Brasil realizou-se este domingo.

De norte a sul do país, mais de 156 milhões de brasileiros decidem também o governador de 12 estados, mas todas as atenções estão centradas em que vai ocupar o mais alto cargo político do país.

Lula da Silva ou Jair Bolsonaro, um deles será eleito Presidente do Brasil nos próximos quatro anos.

Na primeira volta, o candidato do Partido dos Trabalhadores teve 48,4% dos votos, enquanto o atual Presidente e candidato do Partido Liberal contabilizou 43,2%.

Últimas Notícias
Mais Vistos