Eleições no Brasil

Von der Leyen e Charles Michel congratulam Lula da Silva pela vitória

Von der Leyen e Charles Michel congratulam Lula da Silva pela vitória

Presidentes da Comissão e do Conselho europeus esperam cooperação nos desafios globais.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, congratularam hoje Lula da Silva por ter vencido a segunda volta das eleições presidenciais brasileiras e afirmaram esperar cooperação nos "desafios globais".

"Parabéns, Lula da Silva, pela sua eleição como Presidente do Brasil. Estou ansiosa por trabalhar consigo para enfrentar os desafios globais prementes, desde a segurança alimentar ao comércio e às alterações climáticas", escreveu Ursula von der Leyen, numa reação publicada na rede social Twitter.

Também hoje de manhã, Charles Michel saudou o eleito do Partido dos Trabalhadores, de esquerda, destacando que "os brasileiros escolheram pela mudança".

"A UE está empenhada em cooperar nos desafios globais, [como] paz e estabilidade, prosperidade e alterações climáticas, e vamos trabalhar com toda a região. Espero poder felicitá-lo pessoalmente em breve", adiantou o presidente do Conselho Europeu, no Twitter.

Também através desta rede social, a presidente do Parlamento Europeu, Roberta Metsola, saudou Lula da Silva, vincando que, "para a UE, o Brasil é um importante aliado e parceiro, com elevado potencial".

"Juntos temos de enfrentar desafios globais como a guerra, desenvolvimento económico, segurança alimentar e alterações climáticas", elencou Roberta Metsola.

As reações surgiram depois de, logo no domingo, o vencedor das eleições presidenciais do Brasil ter apontado o combate à fome como "o compromisso número um" do seu futuro Governo, prometendo também lutar pelo "desmatamento zero" da Amazónia.

Luiz Inácio Lula da Silva, 77 anos, foi eleito no domingo Presidente do Brasil, com 50,90% dos votos, derrotando Jair Bolsonaro (extrema-direita), que obteve 49,10%, quando estavam contadas 99,93% das secções eleitorais.

Lula da Silva, que já cumpriu dois mandatos entre 2003 e 2011, regressa ao Palácio do Planalto.

O antigo sindicalista terá como vice-presidente Geraldo Alckmin, do Partido Socialista Brasileiro (PSB), que havia sido seu opositor nas eleições presidenciais de 2006, então pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

Últimas Notícias
Mais Vistos