Eleições nos EUA

Eleições nos EUA. Von der Leyen diz estar "pronta a intensificar cooperação" com Biden

A presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen

Olivier Hoslet

A presidente da Comissão Europeia referiu desafios para ultrapassar em conjunto, como a pandemia de Covid-19 e as alterações climáticas.

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, felicitou este sábado Joe Biden "calorosamente" pelo anúncio da vitória nas eleições presidenciais norte-americanas, garantindo que Bruxelas está "pronta a intensificar a cooperação com a nova administração".

"Felicito calorosamente Joe Biden pela sua vitória nas eleições presidenciais dos Estados Unidos e espero encontrá-lo o mais cedo possível", indicou Ursula von der Leyen numa declaração divulgada à imprensa em Bruxelas.

Reagindo às projeções dos 'media' norte-americanas, que dão a vitória a Joe Biden, a líder do executivo comunitário notou que a instituição "está pronta a intensificar a cooperação com a nova administração e o novo congresso para enfrentar os desafios prementes" para ambos os blocos.

Entre esses desafios está "combater pandemia de covid-19 e as suas consequências económicas e sociais, enfrentar em conjunto as alterações climáticas, promover uma transformação digital que beneficie as pessoas, reforçar a segurança comum, bem como reformar o sistema multilateral baseado em regras", elencou Ursula von der Leyen.

Sublinhando que a União Europeia e os Estados Unidos "são amigos e aliados", a responsável destacou que os dois blocos têm "uma parceria transatlântica sem precedentes enraizada na história comum e nos valores partilhados da democracia, liberdade, direitos humanos, justiça social e economia aberta".

"À medida que o mundo continua a mudar e surgem novos desafios e oportunidades, a nossa parceria renovada revestir-se-á de particular importância", concluiu Ursula von der Leyen.

O candidato democrata Joe Biden foi este sábado anunciado como vencedor das eleições presidenciais de 3 de novembro segundo projeções da 'media' norte-americana.

Segundo essas projeções, Biden totaliza 284 "Grandes Eleitores" do Colégio Eleitoral, derrotando o candidato republicano e atual Presidente Donald Trump.

A posse de Biden como 46.º Presidente dos Estados Unidos está marcada para 20 de janeiro de 2021.

ACOMPANHE AO MINUTO: A ELEIÇÃO DA DÉCADA

Veja também:

  • Não estou de acordo

    Opinião

    Não estou de acordo com métodos medievais para enfrentar uma pandemia. Se os vírus evoluíram, a organização da sociedade também deveria ter evoluído o suficiente para os combater de outra forma. O recolher obrigatório é próprio dos tempos obscuros e das sociedades não democráticas. Proibir as pessoas de circular na rua asfixia a economia e não elimina a pandemia.

    José Gomes Ferreira