Presidenciais

Candidato apoiado pela Iniciativa Liberal diz que mandato de Marcelo é inexistente

Carlos Carvalho

Carlos Carvalho

Repórter de Imagem

Francisco Carvalho

Francisco Carvalho

Editor de Imagem

Tiago Mayan apresentou esta quarta-feira, no Porto, a candidatura à Presidência da República.

O candidato Tiago Mayan apresentou esta quarta-feira à tarde a candidatura à Presidência da República, no Porto.

A acusação não é nova. Tiago Mayan, candidato a Belém apoiado pela Iniciativa Liberal, voltou a acusar Marcelo Rebelo de Sousa de nada ter feito enquanto Presidente e disse que por essa razão não pode ser feito um balanço do mandato.

Natural do Porto e advogado de profissão, Tiago Mayan apresenta-se como um candidato "fora da bolha do Terreiro do Paço", elegendo como bandeira a defesa dos direitos, liberdades e garantias de todos os portugueses. Se for eleito, promete um papel de moderação entre os cidadãos e o Governo, de que não será "um defensor acrítico".

Apesar das sondagens, assegura que a campanha é um combate para ser levado até ao fim, ainda que seja diferente por causa da pandemia. Por isso, apela à realização de debates nos vários media com os restantes candidatos a Belém.

As eleições presidenciais estão marcadas para o dia 24 de janeiro de 2021.