Presidenciais

Presidenciais. Tino de Rans volta a ser candidato, mas “não é só para cumprir calendário”

É a segunda vez que Vitorino Silva se apresenta às Presidenciais e defronta Marcelo Rebelo de Sousa.

Vitorino Silva, mais conhecido como Tino de Rans, está de volta à corrida a Belém. Diz ser um candidato fora do sistema e que concorre às eleições para ganhar.

Com 49 anos, Tino de Rans já foi o presidente da junta da freguesia onde nasceu. Tentou autárquicas, legislativas e é a segunda vez que se candidata às Presidenciais. Calceteiro de profissão e afirma que o seu gabinete “é a rua”.

Eu tenho o maior gabinete de todos: a rua é a casa de todos. Eu acho que estou em vantagem em relação aos outros”, diz Tino de Rans.

Nas últimas eleições foi o candidato presidencial que venceu na freguesia de Rans. A nível nacional alcançou os 152 mil votos. Este ano volta às ruas para uma candidatura porta-a-porta.

“Eu sou candidato não é só para cumprir calendário. há uma coisa que tenho a certeza: os tomba-gigantes andam por aí

Para Tino de Rans, vencer nestas eleições é ter mais um voto do que em 2016.