Presidenciais

Presidenciais. Ventura “acha que é um Napoleão”, afirma José Miguel Júdice

O comentador da SIC considera que as eleições são "uma espécie de OPA" para o Chega.

Em plena campanha eleitoral para as Presidenciais, José Miguel Júdice analisa as motivações dos diferentes candidatos. O comentador da SIC Notícias não tem dúvidas que Marcelo “já ganhou” a corrida.

“Isto não serve para nada. Para que é que servem as eleições? Para Marcelo, em primeiro objetivo, serve para plebiscitar o rei de Portugal. Nós vivemos num regime de monarquia eletiva: uma pessoa é eleita e depois é reeleita sempre”, afirma o comentador.

Mesmo com a descida nas sondagens, José Miguel Júdice continua a acreditar na vitória esmagadora do atual Presidente da República.

Sobre a participação de André Ventura, o comentador defende que se trata de “uma espécie de OPA, uma tentativa de conquista de eleitores do PSD e do CDS”.

“Ele de facto acha que é um Napoleão, que em dois ou três anos vai conquistar o poder. Como se costuma dizer, os manicómios estão cheios de Napoleões. Seja como for, o que ele está aqui a lutar é para se tornar o líder da oposição”.