Queda do BES

Os 65 crimes de que é acusado Ricardo Salgado

Defesa do antigo banqueiro nega todas as acusações feitas pelo Ministério Público.

Foi conhecida esta terça-feira a acusação do Ministério Público no âmbito da investigação à queda do Banco Espírito Santo, e do respetivo Grupo, que resultou na acusação de 65 crimes cometidos por Ricardo Salgado, antigo líder do Grupo Espírito Santo (GES) durante 22 anos.

O Ministério Público diz que o antigo banqueiro governou o "GES de forma autocrática", "assente em conflito de interesses, em que o seu prevaleceu".

Entre os 65 crimes, Ricardo Salgado é acusa de liderar uma associação criminosa "para desenvolver fins criminosos" e "propósitos egoístas de enriquecimento patrimonial.

A defesa nega todos os crimes e diz que a acusação "falsifica" a história do Banco Espírito Santo.

Veja também: