Guerra Rússia-Ucrânia

Rússia não espera melhorar relações com Reino Unido após eleição de Liz Truss

Rússia não espera melhorar relações com Reino Unido após eleição de Liz Truss
Dan Kitwood
Conhecida pela "linha dura" em relação a Moscovo, Truss considerou a Rússia um "país agressor".

A Rússia afirmou esta terça-feira não esperar qualquer melhoria nas relações com o Reino Unido, depois da eleição de Liz Truss como primeira-ministra britânica, indicou o porta-voz do Kremlin.

"A julgar pelas declarações de Truss, proferidas quando ainda era ministra dos Negócios Estrangeiros (...), podemos dizer, com grande certeza, que não devemos esperar mudanças para melhor", disse Dmitry Peskov, citado pela agência de notícias oficial russa TASS.

Liz Truss é conhecida pela "linha dura" em relação à Rússia, que considerou um "país agressor", nomeadamente devido à invasão russa da Ucrânia, em curso desde 24 de fevereiro.

As relações entre Moscovo e o Ocidente atravessam, desde o início desta operação militar, uma crise semelhante às vividas durante a Guerra Fria.

A Ucrânia recebeu o apoio diplomático e militar, através da entrega de armas, das capitais ocidentais, incluindo Londres, ao mesmo tempo que a Rússia foi alvo de sanções sem precedentes.

Kiev era já uma prioridade para o ex-primeiro-ministro britânico Boris Johnson, mas Liz Truss avisou que vai redobrar esforços para apoiar o país. "Continuaremos a ir mais longe e mais rápido para expulsar a Rússia de toda a Ucrânia", declarou a política britânica em abril.

Últimas Notícias
Mais Vistos