Guerra Rússia-Ucrânia

"Foi uma vitória importante para a Ucrânia mas a guerra ainda está para durar"

Opinião

Loading...
O comentador Germano Almeida analisa os últimos desenvolvimentos da guerra na Ucrânia.

O Exército ucraniano reconquistou quase 6.000 quilómetros quadrados de território controlado pelas forças russas na Ucrânia, desde o início da sua contraofensiva lançada no início de setembro, revelou esta segunda-feira o Presidente Volodymyr Zelensky.

O comentador da SIC Germano Almeida explica que foi o maior avanço das tropas ucranianas nas últimas duas semanas do que os russos nos últimos cinco meses.

"Mérito ucraniano pela surpresa tática da tal operação especial de desinformação de dizer aos russos, e a todos nós, durante semanas, ‘vamos atacar em Kherson, a contraofensiva vai ser em Kherson’ e depois foi em Kharkiv. Isso levou os russo a remobilizar para sul demasiado e desguarneceram a nordeste".

Segundo Germano Almeida, os ucranianos utilizaram bem a surpresa tática e o armamento sofisticado que receberam dos norte-americanos, britânicos e alemães, mas “sobretudo é mérito ucraniano por perceberem que estão a defender a sua identidade, a sua existência”.

“É uma questão de moral que conta. Os ucranianos estão com moral em alta e os russos, ao contrário, estão a desertar. Coloca a Rússia em problemas, foi uma vitória importante para a Ucrânia mas a guerra ainda está para durar".

Últimas Notícias
Mais Vistos