Guerra Rússia-Ucrânia

Kremlin classifica como "mentira" a descoberta de centenas de corpos em Izium

Kremlin classifica como "mentira" a descoberta de centenas de corpos em Izium
JUAN BARRETO

A Ucrânia declarou que os militares encontraram mais de 440 cadáveres em sepulturas e numa vala comum.

O Kremlin classificou esta segunda-feira como mentira a informação sobre a descoberta de centenas de corpos e uma vala comum em Izium, no leste da Ucrânia, após as forças russas se terem retirado da área na semana passada.

"É uma mentira. É claro que vamos defender a verdade neste caso", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

O Governo da Ucrânia declarou que os seus militares encontraram mais de 440 cadáveres em sepulturas e numa vala comum após recuperarem o controlo da localidade de Izium, situada na região de Kharkiv, controlada até a semana passada pelas tropas russas.

Desde o início da sua intervenção militar na Ucrânia, a Rússia nega repetidamente ter cometido abusos.

"É o mesmo cenário de Bucha", disse hoje Peskov, referindo-se a outra cidade ucraniana perto de Kiev, onde as forças militares russas foram acusadas de cometer atrocidades, que Moscovo também nega.

O porta-voz do Kremlin também assegurou esta segunda-feira que a península da Crimeia, anexada em 2014 por Moscovo, é "parte integrante do território da Rússia", depois de autoridades ucranianas terem repetido que queriam acabar com a "ocupação" russa.

"Quaisquer avistamentos em território russo receberão uma resposta apropriada", acrescentou Peskov.

Últimas Notícias
Mais Vistos