Guerra Rússia-Ucrânia

"Toda a Ucrânia é território da Rússia", afirma líder da Chechénia

Loading...
Ramzan Kadyrov disse também que vai matar todos os soldados ucranianos que forem capturados pelas forças russas.

O líder da Chechénia, Ramzan Kadyrov, apelou à jihad, ou seja, à guerra santa, contra a Ucrânia e o Ocidente, num vídeo partilhado pelo próprio, na rede social Telegram.

O líder checheno referiu que todas as regiões da Ucrânia pertencem ao domínio russo, não apenas as quatro regiões recentemente anexadas por Moscovo. Kadyrov disse também que os soldados ucranianos não deveriam ser feitos prisioneiros, mas sim mortos.

“Não faremos aqueles demónios prisioneiros, queimá-los-emos. Não pararemos em lado algum”, afirmou.

Um fiel apoiante do Presidente russo, Vladimir Putin, e da "operação militar especial" na Ucrânia, Kadyrov enviou muitas das suas próprias unidades chechenas para combater neste conflito que apelida agora de jihad, expressão para guerra santa no islamismo.

“É uma grande jihad em que todos devemos participar, e não vamos parar. Vamos matá-los onde quer que estejam. Não importa quem os ajuda, os Estados Unidos ou a Europa. Com o que é que se preocupam?”

Últimas Notícias