Guerra Rússia-Ucrânia

Rússia volta a atacar centrais elétricas na Ucrânia

Rússia volta a atacar centrais elétricas na Ucrânia
STRINGER
Maior sistema energético danificado nos ataques.

A Rússia voltou esta madrugada a atacar centrais elétricas, no centro da Ucrânia.

A única operadora de alta tensão na Ucrânia diz que o maior sistema energético do país foi danificado e alerta para novos cortes no abastecimento de no país.

Os ataques surgem no mesmo dia em que a Rússia acusou a Ucrânia de ter atacado a central elétrica de Balaklava, em Sebastopol, com um drone.

"Esta noite, um dispositivo não tripulado atacou a UTE Balaklava. Um dos transformadores que estava em manutenção pegou fogo", escreveu o governador a Crimeia, na rede social Telegram.

O responsável explicou que o transformador sofreu apenas pequenos danos e que não houve vítimas, pois os radares desviaram o drone da sua trajetória e este não atingiu o alvo.

Cortes de eletricidade na Ucrânia vão agravar condições de sobrevivência no inverno

Há semanas que Moscovo intensifica os ataques contra alvos estratégicos na rede elétrica e de energia da Ucrânia.

Milhões de pessoas ficam sem energia ou sofrem cortes frequentes, que duram horas, numa altura em que as temperaturas já estão a descer.

As condições de sobrevivência, que são já dramáticas, podem, agravar-se muito durante o inverno. A reportagem da da Sky News, parceira da SIC Notícias.


Loading...

As casas estão já sem eletricidade durante várias horas. Os cidadãos ficam sem aquecimento, forma de cozinhar ou, em alguns casos, de trabalhar. A Ucrânia tem de racionar a eletricidade, uma medida que irá causar miséria no país.

Nas ruas, as luzes estão apagadas e apenas os semáforos iluminam o escuro. O Governo diz que as pessoas devem usar menos eletricidade e, como tal, as luzes estão desligadas. Os cortes de eletricidade surgem sem aviso, deixando os cidadãos apenas com as luzes das lanternas, velas e telemóveis

Últimas Notícias