Guerra Rússia-Ucrânia

Em Kherson, ainda se celebra o fim da ocupação russa: "Foram nove meses de horror"

Loading...

Os soldados ucranianos estão a ser tratados como heróis e até os jornalistas tiveram direito a uma receção calorosa.

Na cidade abandonada pelas tropas russas após uma ocupação de nove meses, a última noite foi de festa. A prioridade agora é desativar engenhos explosivos e localizar os soldados de Moscovo deixados para trás.

Kherson foi a primeira e única capital regional da Ucrânia ocupada pela Rússia logo após da invasão de 24 de fevereiro. Estava declarada como região anexada depois de um referendo organizado por Moscovo.

Oficialmente e sem avançar razões para a retirada, a Rússia mencionou apenas a saída organizada de 30 mil soldados e a retirada de cinco mil peças de artilharia e armamento, negando informações ucranianas de que haverá soldados deixados para trás. Aliás, há relatos de soldados russos que vestiram roupas civis e se misturaram com a população para evitar a captura.

Na frente de guerra, o fim de semana ficou marcado por novas trocas de acusações entre russos e ucranianos e por outra explosão na principal barragem de Kherson, que agravou o risco de inundações na regisão reconquistada.

Últimas Notícias
Mais Vistos