Guerra Rússia-Ucrânia

"Situação na linha da frente é dificil": Zelensky diz que Rússia tenta avanços em Donetsk

Loading...

Presidente da Ucrânia diz que forças russas estão "a planear algo" para o sul

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, admite que a situação na linha da frente da guerra é difícil.

Na habitual declaração diária, esta terça-feira, o chefe de Estado ucraniano adiantou ainda que as forças russas estão a tentar avançar na região de Donetsk e Kharkiv.

"A situação na linha da frente é difícil. Apesar das grandes perdas, os ocupantes ainda estão a tentar avançar na região de Donetsk, ganhar uma posição na região de Lugansk, mover-se para a região de Kharkiv."

Zelensky garantiu ainda que as forças russas estão "a planear algo" para o sul da Ucrânia.

As províncias de Lugansk e Donetsk fazem parte da região do Donbass, onde combates intensos entre as forças russas e a Ucrânia decorrem há vários meses.

Bakhmut: o campo de batalha mais intenso na Ucrânia

A cidade de Bakhmut, em Donetsk, tem sido o campo de batalha mais intenso destas últimas semanas de guerra na Ucrânia. Não se registam avanços significativos nem de um lado, nem do outro, mas as condições de vida dos soldados são cada vez mais difíceis.

As imagens que percorreram as redes sociais dos ucranianos mostram as condições em que estavam os soldados, numa das trincheiras no leste do país. Dias depois, já sem a água lamacenta, vieram garantir que, mesmo com as dificuldades, a moral continua em cima.

Em toda a linha da frente, que se estende por mais de mil quilómetros, a zona de Bakhmut é a mais agressiva. Nesta zona estarão a combater os mercenários Wagner, um grupo composto por forças de elite com ligações ao Kremlin. A cidade está praticamente destruída.

Últimas Notícias