Incêndios em Portugal

Mais de 120 operacionais combatem incêndio em Vila Real

Mais de 120 operacionais combatem incêndio em Vila Real
PEDRO SARMENTO COSTA
Portugal entrou hoje em situação de alerta devido ao "agravamento do risco de incêndio rural".

Mais de 120 operacionais combatem um incêndio rural que deflagrou hoje de manhã na localidade de Samardã, distrito de Vila Real, adiantou fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS).

De acordo com as informações avançadas à Lusa, "não há ainda informação de casas ameaçadas ou estradas cortadas", apenas algum condicionamento para a circulação das viaturas operacionais. A mesma fonte do CDOS de Vila Real referiu também que existem aldeias perto desta ocorrência e que "os acessos são difíceis" à zona de mato que está a arder.

A página da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) detalhava às 13:00 que estavam no local 125 operacionais, apoiados por 36 veículos e uma aeronave, sendo este o incêndio ativo no território continental a concentrar mais meios. A ocorrência na freguesia de Adoufe e Vilarinho de Samardã foi notificada às 07:03 de hoje.

A nível nacional registavam-se às 13:00 um total de oito incêndios ativos, com destaque para os quatro fogos no distrito do Porto (concelhos de Lousada, Gondomar, Vila Nova de Gaia e Marco de Canaveses), além de um em Bragança (Carrazeda de Ansiães), um em Lisboa (Loures) e outro em Vila Real (Chaves).

Portugal entrou hoje, às 00:00, em situação de alerta devido ao "agravamento do risco de incêndio rural" e ao aumento das temperaturas, após semanas com fogos que, só na serra da Estrela, destruiu mais de 28 mil hectares.

A situação de alerta, anunciada na sexta-feira, mas formalizada no sábado, por decisão dos ministérios da Administração Interna, Defesa Nacional, do Trabalho, da Saúde, do Ambiente e da Agricultura, prevê medidas extraordinárias e será reavaliada pelo Governo na segunda-feira.

Últimas Notícias
Mais Vistos