Jogos Olímpicos

Quem é Simone Biles?

NurPhoto

Considerada a melhor ginasta de sempre, foi criada por uma mãe toxicodependente, viveu em lares de acolhimento e foi abusada sexualmente.

Simone Biles foi criada por uma mãe toxicodependente, foi abusada sexualmente e conquistou 27 medalhas de ouro na carreira. Mesmo antes deste Jogos Olímpicos já era considerada a melhor ginasta de sempre.

Simone Biles saltou para a ribalta em 2016. Cinco medalhas olímpicas nos jogos do Rio de Janeiro e a jovem de 19 anos escreveu o nome na história do Desporto.

Em Tóquio, voltou a superar barreiras. Quebrou o estigma e trouxe o tema da saúde mental para primeiro lugar. Aquela que já foi considerada a melhor ginasta de sempre fez carreira a surpreender as pessoas.

USA TODAY USPW

Foi a primeira mulher a realizar vários movimentos que desafiam a lei da física. Esses exercícios foram batizados em nome dela.

Mas a história de superação de Simone Biles começa bem cedo. Cresceu no Ohio e vivia apenas com a mãe, que era toxicodependente. Desses tempos, Biles recorda apenas ter passado fome. Os serviços sociais acabaram por retirar Simone e os irmãos de casa e levaram-nos para lares de acolhimento.

Os avós paternos ficaram com a guarda de Biles e foram eles que a inscreveram na Ginástica.

Não demorou muito tempo para que o desporto se tornasse numa obrigação. Simone entrou em conflito com os treinadores: a personalidade carismática e divertida chocava com a disciplina rigida exigida a atletas de alta competição. No campo de treinos, recorda ter de sair às escondidas durante a noite para comer.

Depois de vencer quatro medalhas de ouro no Rio de Janeiro, estalou um escândalo sexual na ginástica norte-americana. O massagista Larry Nassar abusou dezenas de jovens ginastas, entre elas Biles. Hoje ainda luta para que todos os responsáveis que permitiram esses abusos sejam levados à justiça.

Treinou arduamente, conseguiu qualificar-se no campeonato do mundo do Qatar. Mais uma vez arrasou a concorrência.

Durante o fim de semana em que decorreu a prova sentiu dores e foi ao médico. Tinha uma pedra nos rins, nada que a tenha travado. Saiu do Mundial com a maior margem de vitória da história da modalidade.

Em 2020, quando foi anunciado o adiamento dos Jogos Olímpicos confessou que temia não estar preparada mentalmente para continuar a competir.