Jogos Olímpicos

Portugal nos Jogos Olímpicos. Quem continua e quem está fora

Darron Cummings

Confira aqui os resultados dos atletas portugueses em Tóquio.

Canoísta Joana Vasconcelos eliminada em K1 200 metros

A canoísta portuguesa Joana Vasconcelos foi eliminada na prova de K1 200 metros dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, ao falhar o apuramento para as meias-finais.

Depois de não ter conseguido a qualificação direta nas eliminatórias, Vasconcelos terminou no quarto lugar dos quartos de final, em 43,379 segundos, a 1,651 segundos da canadiana Andreanne Langlois, vencedora da série, que avançou para as 'meias' com a chinesa Qing Ma, segunda, a 593 milésimos.

Maxim Shemetov

Salomé Afonso fica pelas eliminatórias nos 1.500 metros

A portuguesa Salomé Afonso concluiu a primeira série das eliminatórias dos 1.500 metros dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 em 04.10,80 minutos e ficou de fora das semifinais da distância.

Salomé Afonso, estreante em Jogos Olímpicos, terminou no 13.º lugar, quando necessitava de ficar entre as seis primeiras classificadas - que se apuram diretamente - ou ser uma das seis mais rápidas entre as restantes atletas de todas as séries.

TIAGO PETINGA

Canoísta Teresa Portela apurada para as meias-finais de K1 200

A canoísta portuguesa Teresa Portela qualificou-se diretamente para as meias-finais da prova de K1 200 metros, após ter sido segunda classificada na sua eliminatória.

Na quarta de cinco séries no Sea Forst Waterways, Teresa Portela concluiu a prova em 42,050 segundos, a 362 milésimos da vencedora, a chinesa Mengdie Yin.

Yara Nardi

Fernando Pimenta apurado para as meias-finais de K1 1.000

O canoísta português Fernando Pimenta apurou-se diretamente para as meias-finais da prova de K1 1.000 metros, ao vencer a sua eliminatória.

Fernando Pimenta, que liderou, tranquilamente, a prova do primeiro ao último metro, cumpriu a regata praticamente a 'solo', em 3.40,323 minutos, batendo o eslovaco Peter Gele, segundo classificado e também apurado diretamente para as meias-finais, por 1,808 segundos.

Kirsty Wigglesworth

Lorène Bazolo eliminada nas semifinais dos 200 metros

A portuguesa Lorène Bazolo foi eliminada nas semifinais dos 200 metros, tendo ficado aquém do seu recorde pessoal, com a marca de 23,20.

Bazolo terminou a primeira série das semifinais no sétimo lugar, em 23,20 segundos, ficando de fora dos lugares de apuramento para a final, marcada para terça-feira, às 21:50 locais (13:50 em Lisboa), reservados para as duas primeiras de cada partida e as duas mais rápidas entre as restantes.

TIAGO PETINGA

Marta Pen nas semifinais dos 1.500 metros após protesto

A portuguesa Marta Pen vai disputar as semifinais dos 1.500 metros após o protesto apresentado devido à colisão com uma atleta ter sido acolhido pela organização, confirmou o Comité Olímpico de Portugal (COP).

A Missão de Portugal contestou junto do juiz de apelo a irregularidade que atrasou Marta Pen na terceira série das eliminatórias, que terminou no 10.º lugar, em 04.07,33 minutos.

"A atleta que estava à minha frente parou abruptamente, quando eu ia para o 'sprint' final e tive de parar e retomar a prova. Felizmente, não me aleijei", descreveu Marta Pen.

TIAGO PETINGA

Meteorologia adia todas as regatas na vela nos Jogos Olímpicos

As condições climatéricas em Enoshima, centro da vela dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, adiaram esta segunda-feira todas as regatas marcadas, incluindo a 'medal race' do 49er, com José Costa e Jorge Lima.

Além da regata das medalhas, que conta com a dupla portuguesa para já na sexta posição, também as corridas do 470 masculino foram adiadas, com Diogo Costa e Pedro Costa a procurarem entrar nos 10 primeiros, seguindo no 13.º posto.

As provas estão, para já, agendadas para terça-feira, sem hora definida, e dependentes das condições de vento.

JOSÉ COELHO / LUSA

Liliana Cá garante mais um diploma olímpico para Portugal

Liliana Cá fechou a participação portuguesa de hoje nos Jogos Olímpicos com um quinto lugar na final do lançamento do disco, a melhor classificação de sempre de uma portuguesa na disciplina, com 63,93 metros no segundo ensaio, que garante um diploma.

Na sua estreia olímpica, a atleta do Nova Luzes, de 34 anos, lançou 62,31 e 63,93 metros, mais um nulo, conseguindo estar entre as oito melhores, conseguindo, depois dois nulos e um lançamento de que abdicou. A prestação vale-lhe o melhor resultado de sempre de uma portuguesa no lançamento do disco.

A campeã olímpica foi a norte-americana Valarie Allman, com um lançamento de 68,98 metros, com a alemã Kristin Pudenz (66,86) na prata e a cubana Yaime Pérez (65,72) no bronze, numa prova que chegou a estar suspensa devido à chuva que caía no Estádio Nacional da capital nipónica.

DIEGO AZUBEL

A SIC EM TÓQUIO

CONSULTE AQUI O MEDALHEIRO OLÍMPICO