Luanda Leaks

Isabel dos Santos esteve em Lisboa para assinar procurações e ter uma reunião no EuroBic

A empresária viajou depois para Londres, enquanto decorria a reunião dos PGR de Angola e de Portugal.

Isabel dos Santos esteve, ontem, em Lisboa para assinar procurações para conceder plenos poderes de representação aos seus advogados. A empresária viajou para Londres ao mesmo tempo que estava a decorrer a reunião entre os procuradores-gerais da República (PGR) de Angola e de Portugal.

A empresária angolana chegou à capital portuguesa para dar poderes aos advogados para gerir os negócios em Portugal.

A filha de José Eduardo dos Santos saiu do país logo depois, rumo ao Reino Unido, enquanto os procuradores-gerais da República decidiam, numa reunião, o futuro da empresária.

Isabel dos Santos contratou empresa de lóbi com ligações a Trump

LUANDA LEAKS: A INVESTIGAÇÃO

A Luanda Leaks, uma investigação do Consórcio Internacional de Jornalismo de Investigação, é a maior investigação jornalística alguma vez feita aos negócios da empresária angolana Isabel dos Santos. Mais de 715 mil documentos foram analisados por 120 jornalistas dos maiores órgãos de comunicação social de todo o mundo começaram a ser divulgados.

O Expresso e a SIC associaram-se a este consórcio internacional e revelam como a filha do antigo Presidente de Angola fez chegar pelo menos 115 milhões de dólares dos cofres da Sonangol a uma sociedade do Dubai, controlada por pessoas próximas. Todas elas portuguesas.

Veja também: