Qatar 2022: Polémicas

Após perder patrocínio, Alemanha substitui logo de supermercado na sala de imprensa

Loading...

Uma das maiores marcas de supermercados alemã suspendeu esta semana a publicidade com a federação de futebol do país.

A Federação de Futebol da Alemanha substituiu o logótipo de um supermercado que patrocinava a seleção pelo símbolo das braçadeiras “One Love”.

Uma das maiores marcas de supermercados alemã suspendeu esta semana a publicidade com a federação de futebol do país devido à polémica das braçadeiras no Mundial do Qatar.

A empresa - a REWE - disse na terça-feira que foi “obrigada a distanciar-se o mais possível da FIFA”, depois desta proibir os jogadores de usar as braçadeiras "One Love", símbolo da luta contra a discriminação da comunidade LGBTQIA+ naquele país asiático.

Retirado o patrocínio, a “parede” virtual que surge nas costas dos jogadores alemães durante as conferências de imprensa passou a incluir o símbolo da “One Love” no lugar onde antes estava o logótipo da cadeia de supermercados.

A polémica das braçadeiras ganhou relevância quando sete federações europeias - nas quais não se incluía a portuguesa - se uniram no sentido de utilizar uma braçadeira com a inscrição One Love, em alusão à igualdade, mas que a FIFA avisou não ser possível, falando mesmo de sanções.

Inglaterra, País de Gales, Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Países Baixos e Suíça dispensaram os seus capitães do uso da braçadeira, face à possibilidade de serem penalizados, mas referiram estar "frustrados" com a inflexibilidade demonstrada pela FIFA.

Últimas Notícias
Mais Vistos