Operação Miríade

150 militares portugueses regressam da República Centro-Africana

Regresso a Portugal acontece depois de seis meses de missão das Nações Unidas, na presença do Presidente da República.

150 militares portugueses regressam, esta terça-feira, a Portugal, depois de seis meses de missão da ONU na República Centro-Africana, e contaram com a presença de Marcelo Rebelo de Sousa.

Durante a cerimónia de receção, os chefes militares admitem vergonha pelas recentes suspeitas de tráfico de diamantes a envolver alguns militares de outras forças.

Contudo, o Presidente da República garante que a reputação das Forças Armadas não sai prejudicada, antes da partida de mais um contingente para o país no centro de toda a polémica.

Daqui a seis meses, estão de volta a Portugal, mas, antes, Marcelo Rebelo de Sousa promete uma viagem a Bangui, capital da República Centro-Africana.

Saiba mais