Orçamento do Estado

António Costa: "Orçamento só chumba se BE e PCP somarem os seus votos à direita"

Primeiro-ministro diz-se preocupado com grau de indefinição.

O primeiro-ministro, António Costa, avisou este sábado que o próximo Orçamento do Estado "só chumba se BE e PCP somarem os seus votos à direita" e disse ter dificuldade em perceber como é que a esquerda não apoia este documento.

Durante um encontro digital promovido pelo PS, e no qual participou enquanto secretário-geral socialista, António Costa assumiu não estar tranquilo, uma vez que há "um grau de indefinição" em relação ao Orçamento do Estado para 2021 (OE2021) que "não é saudável para o país", mas garantiu que está de "consciência tranquila" com aquilo que o Governo tem feito sobre esta questão.

O primeiro-ministro reforçou ainda a ideia de que a proposta orçamental do Governo que deu entrada na Assembleia da República "já traduz muito do trabalho desenvolvido na negociação" com BE, PCP, PEV e PAN.