Orçamento do Estado

OE2022: Governo nega ter recusado as nove propostas do Bloco de Esquerda

MANUEL DE ALMEIDA

Só em dois pontos não terá existido concordância.

O Governo nega ter recusado todas as nove propostas do Bloco de Esquerda para o Orçamento do Estado (OE).

Num documento a que a SIC teve acesso, o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares especifica que em apenas dois pontos não houve aproximação: a reposição de 25 dias de férias e a revogação do fator de sustentabilidade e recálculo das pensões.

Em todos os restantes, houve pelo menos algum avanço na negociação com o Bloco e há reivindicações que foram aprovadas na reunião desta quinta-feira do Conselho de Ministros.

Esta semana, o Bloco de Esquerda enviou ao Governo propostas de articulado de nove pontos negociais colocados em cima da mesa no início de setembro. O partido manifestou-se empenhado na "procura da convergência para a viabilização” do OE.

As medidas que o Governo espera que ajudem a desbloquear as negociações do Orçamento

O Conselho de Ministros de quinta-feira focou-se nos setores da saúde, trabalho e cultura, num esforço que o Governo espera que ajude a desbloquear as negociações do Orçamento do Estado (OE) à esquerda.

VEJA TAMBÉM: