Orçamento do Estado

Pensões mais baixas terão "aumento regular" em 2023 e não o extraordinário

Pensões mais baixas terão "aumento regular" em 2023 e não o extraordinário
ANTÓNIO PEDRO SANTOS
Fernando Medina respondia a uma questão sobre se, com as medidas dirigidas aos pensionistas previstas neste pacote, estes terão em 2023 o aumento extraordinário até 10 euros.

As pensões de valor mais baixo não vão ter em 2023 o aumento extraordinário que aconteceu ao longo destes últimos anos, disse esta terça-feira o ministro das Finanças, Fernando Medina.

"O que acontecerá em 2023 é um aumento regular das pensões", afirmou Fernando Medina.

O ministro está esta terça-feira, juntamente com os ministro do Trabalho, Ambiente e Infraestruturas, a detalhar o pacote de medidas de apoio aos rendimentos das famílias para atenuar os efeitos da inflação, estimado em 2.400 milhões de euros em termos de impacto na despesa, aprovado esta segunda-feira em Conselho de Ministros.

Fernando Medina respondia a uma questão sobre se, com as medidas dirigidas aos pensionistas previstas neste pacote, estes terão em 2023 o aumento extraordinário até 10 euros.

"Nos outros anos, como a própria palavra indica, foram aumentos extraordinários", disse o governante.

O pacote de medidas agora aprovado pelo Governo contempla o pagamento, em outubro, de um valor extra equivalente a meia pensão e chegará a 2,7 milhões de pensionistas, a que se somará uma atualização, a aplicar no início de 2023, que vai oscilar entre os 4,43% e os 3,53% consoante o valor da pensão.

Últimas Notícias
Mais Vistos