Saúde Mental

Saúde mental: “é importante estar atento aos sinais”

Rita Rogado

Rita Rogado

Jornalista

As manifestações que remetem para eventuais problemas de saúde mental são muitas, mas, de acordo com o bastonário dos psicólogos, há pequenos sinais que podem ser de alerta. É, por isso, fundamental estar atento.

Francisco Miranda Rodrigues lembra que é importante estar atento quando se sente “aquela ansiedade generalizada que não passa” e quando não se consegue perceber como é que se sai dessa sensação.

"Se nós começamos, durante muito tempo, a ter uma irritabilidade que nos prejudica nas relações com os outros ou a ter problemas com o sono”, o psicólogo considera que são situações que nos devem fazer despertar.

Pedir ajuda é o grande passo para a recuperação, por isso, em caso de dúvida, “telefone para a linha de aconselhamento do SNS 24. É prudente, não faz mal, não tem contraindicações e é, sem dúvida, uma forma de poder ter um contacto com um profissional dessa área", recomenda Francisco Miranda Rodrigues.

Além da irritabilidade e das perturbações no sono, há mais marcas de que algo não está bem. No dia a dia, são várias as situações que, se estivermos atentos, percebemos que é preciso recorrer a ajuda. (Veja o vídeo animado)

Acompanhe o especial Saúde Mental

Veja também:

  • "Quando estou com os avós sinto-me feliz"

    Desafios da Mente

    As investigações apontam que as crianças que têm avós envolvidos na prestação de cuidados podem ter melhores índices de saúde mental, como uma redução do risco de sintomas depressivos e de comportamentos desviantes, bem como melhor desenvolvimento cognitivo. Em Portugal, o Dia dos Avós celebra-se a 26 de julho. A data foi instituída pela Assembleia da República, em 2003.

    Mauro Paulino