Saúde Mental

Ansiedade aumenta entre os jovens durante a pandemia

O INEM alerta para a importância de não desvalorizar estes sinais e procurar ajuda de profissionais.

Houve um aumento acentuado em relação a 2019 das crises de pânico e os comportamentos suicidas nos jovens até aos 19 anos durante a pandemia, em relação a 2019.

São dados divulgados no Jornal i pelo Centro de Apoio Psicológico e de Intervenção em Crise do INEM.

Só este ano, chegaram mais de 1200 chamadas com pedidos de ajuda. Mais de 230 menores precisaram mesmo de receber assistência hospitalar.

Os casos mais frequentes são crises de ansiedade, perda de controlo emocional e comportamentos violentos.

O INEM alerta para a importância de não desvalorizar estes sinais, nem nos mais novos nem nos mais velhos, e procurar ajuda de profissionais.

Saíba mais