O sono e a saúde

Mente humana não deve estar desperta após a meia-noite, defende estudo

Mente humana não deve estar desperta após a meia-noite, defende estudo
Jasmin Merdan

Cérebro e o corpo humano seguem um ciclo natural de 24 horas de atividade e funcionam de forma diferente à noite, sugere estudo.

O cérebro humano não deve estar acordado durante a noite, segundo uma investigação recente publicada na Frontiers in Network Psychology.

Este estudo indica que existem evidências de que a mente humana funciona de forma diferente à noite. Ou seja, defende que, depois da meia-noite, as emoções negativas tendem a atrair mais atenção do que as positivas, as ideias "perigosas" crescem e as inibições desaparecem.

Alguns investigadores acreditam mesmo que estas evidências possam estar relacionadas com o ritmo circadiano humano.

O estudo "Mente depois da meia-noite" sugere assim que o corpo e a mente humanos seguem um ciclo natural de 24 horas de atividade, que influencia as emoções e comportamento.

Esta investigação concluiu assim que, consoante a hora, as pessoas se podem sentir ou agir de forma diferente. E recorre a dois exemplo: um toxicodependente e um estudante universitário.

Enquanto que o toxicodependente, durante o dia, consegue gerir os desejos, à noite sucumbe. Já o universitário, que luta contra a insónia, começa a sentir solidão e desespero à medida que as noites sem dormir se acumulam.

Os dois cenários podem ser fatais, pois suicídio e automutilação são muito comuns à noite. Aliás, há estudos que indicam um risco três vezes maior de suicídio entre a meia-noite e as 06:00, em comparação com qualquer outra hora do dia.

Segundo a neurologista Elizabeth Klerman, da Universidade de Harvard, existem milhões de pessoas que passam a noite acordadas e há evidências "bastante boas" de que cérebro não está a funcionar tão bem quanto durante o dia.

Elizabeth Klerman defende que é necessário estudar fatores como a perda de sono, o local onde se dorme (se há escuridão ou não) ou as mudanças neurológicas que possam ter ocorrido, de forma a garantir que se está a dar proteção à pessoas mais vulneráveis.

Até ao momento ainda não foi possível concluir como é que os trabalhadores por turno lidam com a rotina incomum de sono.

Durante estas cerca de seis horas por dia, sabe-se muito pouco sobre o cérebro humano. Segundo a Science Alert, a dormir ou acordado, depois da meia-noite, a mente é um mistério.

Últimas Notícias
Mais Vistos