Sporting campeão

Festa do Sporting. PSP não detalha trabalho com outras entidades 

Polícia diz que montou uma operação de grande envergadura. 

A PSP diz que preparou uma operação de grande envergadura para a festa do título do Sporting, mas nunca se refere ao planeamento que foi feito com outras entidades. Durante os festejos, foram detidas três pessoas e quatro polícias ficaram feridos.

Os esclarecimentos chegaram às redações já depois das 13:00. Num comunicado com 20 pontos, a PSP justifica a atuação da polícia antes, durante e depois do jogo. Em momento algum é explicado o planeamento feito pelas forças policiais para os festejos nem o trabalho conjunto com outras entidades.

Diz, sim, que a foi levado a cabo um policiamento de grande envergadura em várias cidades e que, tanto nas imediações no estádio como no Marquês de Pombal, houve grupos de adeptos que provocaram desordem.

A PSP diz que foram derrubados gradeamentos e arremessados objetos, como garrafas de vidro e pedras contra os agentes, sobretudo quando o autocarro chegou à rotunda do Marquês.

Nas explicações que dá, informa que em todo o país foram detidas três pessoas, identificadas 30. Quatro polícias ficaram feridos e há um número ainda indeterminado de feridos entre os adeptos.