Vacinar Portugal

Covid-19: especialistas defendem reforço vacinal a profissionais de saúde

Na primeira fase, a terceira dose será administrada a residentes em lares e a idosos acima dos 80 anos.

Na próxima segunda-feira, dia 11 de outubro, começa a ser administrada a terceira dose da vacina contra a covid-19. O reforço vacinal está destinado para residentes em lares de idosos e a maiores de 80 anos, mas há especialistas que defendem que deve ser alargado aos profissionais de saúde.

No país, estarão abertos 339 postos de vacinação e centros de saúde.

Com a vacinação contra a gripe a decorrer em simultâneo, aconselha-se um intervalo de 14 dias entre ambas.

Numa primeira fase, a vacina contra a covid-19 será destinada a residentes em lares e maiores de 80 anos. Seguem-se, por ordem descrescente, utentes até aos 65 anos.

A norma ainda não foi divulgada pela Direção Geral da Saúde e há especialistas, como Manuel Carmo Gomes, que defendem que numa primeira fase, os profissionais deverão estar incluídos.

Ao jornal Público, explica que os profissionais de saúde tomaram a vacina há mais tempo e continuam expostos à infeção do novo coronavírus.

O balanço da vacinação no país é positivo, apesar de Portugal ter perdido, por pouco, a meta dos 85% de imunidade até final de setembro.

O Alrgarve continua a ser a região com menos vacinados, ao que Lacerda Sales fundamenta que se trata da "região com o maior número de residentes fora do país".

VEJA TAMBÉM: