A vacinação em Portugal e no Mundo

AstraZeneca. Medicamentos "continuam a ser avaliados" quando vão para o mercado

Análise da jornalista Dulce Salzedas às conclusões da Agência Europeia do Medicamentos sobre a vacina da AstraZeneca contra a covid-19.

A jornalista da SIC Dulce Salzedas explicou, na Edição da Tarde, que as vacinas continuam a ser avaliadas quando vão para o mercado, sobretudo as da covid-19, por serem novas.

Dulce Salzedas analisava a reação da Agência Europeia de Medicamentos (EMA) desta quarta-feira sobre a vacina da AstraZeneca, em que admitiu a existência de uma "possível ligação" a coágulos em casos "muito raros".

"Quando os medicamentos vão para o mercado continuam a ser avaliados", afirma.

Dulce Salzedas diz que, apesar dos ensaios clínicos, as reações não serão as mesmas do que quando são administradas em milhões de pessoas no mundo.

"Poderão aparecer reações que não apareceram nos 40 mil", disse, referindo-se ao número de pessoas que participaram nos ensaios da vacina.

A jornalista explica ainda que não é a primeira vez que um medicamento vai para o mercado na fase três dos ensaios e "sem ir à chamada avaliação do regulador nacional".

Na Edição da Tarde, admite a possibilidade do planeamento dos ensaios não ter sido "muito bem feito" e de cada país tomar uma decisão sobre a vacina da AstraZeneca, uma vez que há mais vacinas contra a covid-19.

"A vacina da AstraZeneca não é uma vacina única. Temos, neste momento, outras vacinas e outras vão chegar", salienta.