Os números da Covid-19

Portugal com mais 9 mortes e 4.153 casos de covid-19 em 24 horas

Violeta Santos Moura / Reuters

Último balanço da Direção-Geral da Saúde.

Portugal contabiliza esta quarta-feira mais 9 mortes e 4.153 novos casos de covid-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 17.182 mortes e 916.559 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando hoje ativos 47 108 casos, mais 1.909 em relação a ontem.

O boletim da DGS revela que estão internados 734 doentes, menos 8 do que ontem.

Nos cuidados intensivos estão 171 doentes, mais 10.

Os dados indicam ainda que mais 2.235 doentes foram dados como recuperados, fazendo subir para 852.269 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 77.682 contactos, mais 1.322 relativamente ao dia anterior.

Taxa de incidência e índice de transmissibilidade

A taxa de incidência nacional subiu de 315,6 para 336,3 casos de infeção por 100 000 habitantes. No continente, aumentou de 325,2 para 346,5 casos por 100 000 habitantes.

O R(t) nacional desceu de 1,16 para 1,14 e no continente de 1,16 para 1,15.

Os dados dos indíces R(t) e da incidência são atualizados à segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira.

Os números por regiões

Com mais 1.928 contágios nas últimas 24 horas, a região de Lisboa e Vale do Tejo contabiliza agora 358.162 casos de infeção, seguida de perto pelo Norte, onde se registaram 1.305 novos casos, num total de 356.182 refere a DGS.

No Centro registaram-se 316 novos casos (125.267 no total), no Alentejo há mais 102 casos (31.980 no total), no Algarve 441 novas infeções (total de 28.205), na Madeira 19 novos casos (10.123) e nos Açores mais 42, para um total de 6.640.

Lisboa e Vale do Tejo é a região com mais óbitos (7.321), seguindo-se o Norte (5.377), o Centro (3.034), o Alentejo (976), o Algarve (370), a Madeira (70) e os Açores (34).

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação disponibilizada no boletim da DGS.

Pediatras divididos sobre vantagens de vacinar crianças contra a covid-19

As vantagens de vacinar crianças contra a covid-19 ainda estão por apurar, dividindo os especialistas entre a prudência e a confiança, que se unem na expectativa de uma recomendação das autoridades de saúde sobre a matéria.

"Casa aberta" para maiores de 40 anos na Cidade Universitária de Lisboa

Na Cidade Universitária de Lisboa o novo centro de vacinação funciona em regime de "casa aberta" para pessoas acima dos 40 anos. Neste espaço a marcação não é necessária.

O espaço é gerido pelas Forças Armadas e destina-se apenas a pessoas do concelho de Lisboa.

Aqueles que necessitam de receber a segunda dose da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca, que foi antecipada para 8 semanas, podem dirigir-se ao centro de vacinação "casa aberta".

Para além disso, os migrantes também podem ser recebidos neste espaço para serem vacinados.

Mais de 4 milhões de mortos no mundo

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 4.044.816 mortos em todo o mundo, entre mais de 187,2 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência France-Presse.

Os países com o maior número de mortos são os Estados Unidos, o Brasil, Índia, México, Rússia e França.

A covid-19 é uma doença respiratória causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China. Entretanto surgiram novas variantes, nomeadamente as identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

A grande maioria dos pacientes recupera, mas uma parte evidencia sintomas por várias semanas ou até meses.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global