Mundo

Ex-general israelita afirma que extraterrestres existem e que têm acordo com os EUA 

Ilustração do satélite TESS

NASA

"A humanidade ainda não está preparada", diz o antigo chefe do Departamento Espacial do Ministério da Defesa de Israel, numa entrevista insólita que já a ser motivo de piada nas redes sociais.

Um ex-general do Governo israelita afirma que os extraterrestres existem e que têm um acordo com os Estados Unidos da América. O antigo militar vai mais longe e diz mesmo que Donald Trump tem conhecimento da existência de uma "federação galáctica".

"Os Objetos Voadores Não Identificados (OVNI) pediram que não revelassem que eles estão aqui, porque a humanidade ainda não está preparada", afirma Haim Eshed, o antigo chefe do Departamento Espacial do Ministério da Defesa de Israel.

Em entrevista ao jornal Yediot Aharonot, um dos principais diários do país, o professor e ex-general declara que os extraterrestres estão igualmente curiosos à cerca de humanidade e estão a tentar perceber o "tecido do universo". Diz mesmo que já foram assinados acordos de cooperação entre as duas espécies, incluindo uma "uma base subterrânea em Marte" com astronautas norte-americanos e representantes extraterrestres.

"Há um acordo entre o Governo dos Estados Unidos e os extraterrestres. Eles assinaram um contrato connosco para fazerem experiências na Terra", cita a NBC News.

Haim Eshed acrescenta que o Presidente Donald Trump sabe sobre este acordo e "estava prestes a revelar a informação", mas foi-lhe pedido para não fazer, de modo a evitar uma "histeria em massa".

"Eles têm estado à espera até hoje para a humanidade desenvolver e atingir uma fase onde vão perceber o que é o espaço", diz, referindo-se à "federação galáctica".

O ex-general afirma que decidiu falar agora porque as pessoas parecem mais recetivas e as mentalidades estão a mudar.

"Se eu tivesse falado sobre isso há cinco anos, teria sido hospitalizado. Hoje, já estão a falar de forma diferente. Não tenho nada a perder. Recebi os meus diplomas e prémios, sou respeitado na comunidade universitária internacional."

Como era de esperar, esta entrevista gerou diferentes reações entre os internautas. Entre piadas e teorias da conspiração várias contas que afirmam ser os representantes da Terra da "Federação Galáctica" foram criadas no Twitter.