Mundo

Cheias na Europa. Angela Merkel visita o estado alemão mais fustigado

A chuva torrencial atinge agora a Áustria e a República Checa.

Subiu para 183 o número de mortos provocados pelas cheias que atingiram o centro da Europa. O país mais fustigado é a Alemanha, onde as chuvas torrenciais chega agora a outras zonas.

É uma infeliz reedição do que já tinha acontecido na zona ocidental do país: este sábado foi a vez da região da Bavária ser surpreendida por chuvas torrenciais.

Pelo menos uma pessoa morreu na região que faz fronteira com a Áustria, elevando para mais de 110 o numero de vitimas mortais na Alemanha. Ainda assim, a maior parte das vítimas mortais foi registada em três estados do extremo-oeste do país.

No distrito de Ahrweiler, a sul de Colónia, grande parte da rede viária permanece intransitável. As estradas e pontes que já não estão debaixo de água, mas permanecem seriamente danificadas. Quem sobreviveu ao dilúvio sabe que a normalidade vai demorar anos a voltar.

Este domingo, a chanceler Angela Merkel viaja até ao estado mais fustigado pelas cheias. No sábado foi a vez do Presidente da Alemanha de visitar a região. A presença do líder da CDU ficou marcada por uma polémica: enquanto o Chefe de Estado deixava as condolências aos familiares da vítima, o candidato ao lugar da chanceler foi filmado numa conversa animada.

Depois da Alemanha, a Bélgica é o segundo país da Europa central que mais foi atingido pelas cheias.

Nas últimas horas a chuva começou a cair intensamente nas regiões austríacas de Salzburgo e do Tirol e também na zona oeste da República Checa.

Veja mais: