Mundo

Migrantes haitianos deportados acusam EUA de maus-tratos

O fluxo migratório tem aumentado nos últimos dias.

Os Estados Unidos estão a deportar centenas de migrantes para o Haiti. O fluxo migratório tem aumentado nos últimos dias.

Este grupo foi forçado a regressar nas últimas horas à capital haitiana: um total de 130 homens e mulheres que atravessaram a fronteira entre o México e o estado norte-americano do Texas, mas que foram impedidos de permanecer em território norte-americano.

Os deportados acusam os Estados Unidos e a administração Biden de discriminação e maus-tratos.

EUA tentam travar novo fluxo migratório do México para o Texas

As autoridades norte-americanas estão a tentar estancar o fluxo migratório entre o México e o estado norte-americano do Texas. Mas centenas de migrantes continuam a atravessar a fronteira, todos os dias, através do rio que separa os dois lados.

No final da semana passada o número chegou aos 10 mil. A maioria vem do Haiti, país onde a crise económica e política foi agravada pelo sismo de 14 de Agosto.

As autoridades norte-americanas pretendem transportar alguns dos 13.000 haitianos que já atravessaram a fronteira com o México e que estão acampados no sul do Texas.

  • Vamos falar de jejum: era capaz de ficar 16 horas por dia sem comer?

    País

    O jejum intermitente é um regime alimentar que impõe um período de restrição alimentar. Existem vários modelos, mas o mais conhecido é dividido em 16 horas de jejum e oito horas em que pode comer livremente. Os especialistas reconhecem benefícios nesta prática, mas afirmam que a investigação científica ainda é escassa.

    Exclusivo Online

    Filipa Traqueia