Mundo

Continua a corrida aos combustíveis no Reino Unido

Correspondente SIC

Há muitos postos de abastecimento sem combustíveis. 

No Reino Unido continua a corrida aos combustíveis, que já dura há vários dias. Isto depois de, na semana passada, ter sido tornado público que a falta de camionistas estava a afetar a distribuição. Para tentar remediar o problema, o Governo vai conceder 5 mil vistos de 3 meses a motoristas estrangeiros.

Sem Combustível. É a mensagem que se lê em muitas bombas de gasolina britânicas. Nas que ainda funcionam a espera é longa, seja dia ou seja noite.

No Reino Unido não falta combustível. O país tem 6 refinarias e 47 locais de armazenamento. Não há é camionistas suficientes.

A Associação Nacional De Revendedores De Combustíveis avisa que dois terços das bombas de gasolina que representa estão secas e as restantes pra lá caminham. Pressão que também se sente no abastecimento de alguns supermercados.

As petrolíferas preveem que a situação normalize nos próximos dias e o Governo afasta a possibilidade de chamar os militares.

O país precisa de quase 100 mil motoristas de pesados. Os mais velhos reformaram-se. Os mais novos continuam à espera do exame de condução, atrasado por causa da pandemia. O Brexit mandou muitos de regresso ao país de origem e outros simplesmente desistiram da profissão.

O Governo já anunciou medidas. Foram suspensas as regras de concorrência para que as petrolíferas possam cooperar no abastecimento dos postos e vão ser concedidos 5 mil vistos temporários a motoristas estrangeiros.