Mundo

Desaparecimento de Cleo Smith: polícia encerra as buscas perto do acampamento na Austrália Ocidental

WESTERN AUSTRALIA POLICE FORCE HANDOUT

A investigação continua e a polícia foca-se na recolha de câmaras de vigilância e na análise das filmagens para descobrir o paradeiro da criança de 4 anos, que está desaparecida há perto de uma semana.

A polícia decidiu terminar as buscas perto do acampamento por Cleo, a menina de 4 anos que desapareceu há quase uma semana. A investigação vai continuar e a polícia australiana garante que a "prioridade é trazer Cleo Smith a casa". Os pais não acreditam que Cleo tenha saído sozinha e pedem ajuda à comunidade para chegar ao paradeiro da filha.

A investigação já conta com uma equipa especializada no crime de rapto e sequestro.

A polícia percorreu estabelecimentos num raio de 1.000 quilómetros da zona Quobba Blowhole, de onde Cleo desapareceu. A estratégia agora será recolher câmaras de videovigilância e a analisar as filmagens "minuciosamente".

O comissário Col Blanch, do departamento da polícia, confirma que adquiriram centenas de testemunhas e centenas de informações, que serão trabalhadas "minuciosamente" para descobrir o paradeiro de Cleo Smith.

A polícia australiana acredita que a criança foi raptada:

"Tendo em conta a informação que já recolhemos no local, o facto de a busca ter durado todo este tempo, em que não conseguimos localizá-la, seria de esperar que a localizássemos dada a quantidade de recursos e as buscas minuciosas que tiveram lugar, leva-nos a crer que ela foi levada da tenda".

O desaparecimento está a preocupar a Austrália. Esta quinta-feira, a polícia australiana aumentou a recompensa para perto de 860.000 euros para quem avançar com informações sobre o paradeiro da menina.

Cleo Smith estava a acampar com a família numa remota zona costeira da Austrália Ocidental, a 900 quilómetros da capital do Estado de Perth. A mãe foi a última pessoa a ver Cleo.

VEJA TAMBÉM: