Mundo

Corpo de José Eduardo dos Santos a caminho de Luanda

Corpo de José Eduardo dos Santos a caminho de Luanda
TIAGO PETINGA
Deverá chegar hoje à tarde à capital angolana.

O corpo de José Eduardo dos Santos está a caminho de Luanda e deverá chegar ainda na tarde deste sábado. Os restos mortais do ex-Presidente de Angola chegam ao país durante a tarde desde sábado, segundo um comunicado do Governo angolano.

"O executivo angolano torna público que chegam na tarde deste sábado a Luanda os restos mortais do antigo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, falecido no passado dia 8 de Julho em Barcelona, Reino de Espanha", lê-se no comunicado enviado hoje pelo Governo de Angola.

A SIC Notícias tem informações de que o funeral poderá ocorrer no dia 28 de agosto.

Loading...

A trasladação do corpo do antigo chefe de Estado angolano ocorre em pleno período de campanha para as eleições, onde o atual Presidente, João Lourenço, que sucedeu a José Eduardo dos Santos em 2017, procura a reeleição.

Mais de 14 milhões de angolanos, incluindo residentes no estrangeiro, estão habilitados a votar em 24 de agosto, na que será a quinta eleição da história de Angola.

Os 220 membros da Assembleia Nacional angolana são eleitos por dois métodos: 130 membros de forma proporcional pelo chamado círculo nacional, e os restantes 90 assentos estão reservados para cada uma das 18 províncias de Angola, usando o método de Hondt e em que cada uma elege cinco parlamentares.

José Eduardo dos Santos, que governou Angola de 1979 a 2017, morreu, em 08 de julho, com 79 anos, em Barcelona, Espanha, onde passou a maior parte do tempo nos últimos cinco anos.

Quem foi José Eduardo dos Santos? A vida, a ascensão e a queda

Foi o segundo chefe de Estado que esteve mais tempo no poder - quase 38 anos. Formado em engenharia petrolífera, José Eduardo dos Santos liderou os comandos de Angola entre 1979 e 2017.

Os pais, naturais de São Tomé, emigraram para Angola nos anos 40. A versão oficial dá conta que José Eduardo dos Santos nasceu em Luanda em agosto de 1942 mas, segundo várias fontes, nessa altura os pais ainda estariam em São Tomé.

Tinha apenas 16 anos quando aderiu ao Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA). Licenciou-se em Engenharia Petrolífera na antiga União Soviética e, em 1979, foi eleito para o Comité Central do MPLA. Nesse mesmo ano assume a liderança do partido e do país devido à morte de Agostinho Neto, de quem era conselheiro.

Loading...
Últimas Notícias