Mundo

Ucrânia poderá reconquistar a Crimeia? "Não há nada impossível neste conflito"

Loading...
O comentário de José Milhazes à atualidade do conflito entre a Rússia e a Ucrânia.

O comentador SIC aborda os temas quentes da guerra, como a tensão na central de Zaporijia e a possível reconquista ucraniana.

Para José Milhazes, o principal foco atual de todo o conflito está na central nuclear de Zaporijia, que representa um perigo iminente. Inclusive, António Guterres já caracterizou a situação vivida em torno desta infraestrutura como sendo "suicídio". Um eventual desastre teria consequências para a Ucrânia e para todos os países vizinhos. Para o comentador SIC "esta é a questão mais importante que devemos ter em conta".

Em relação à cedência por parte do Governo russo em permitir à Agência Internacional de Energia Atómica visitar a central nuclear, pode ser encarada como um sinal de esperança, mas para José Milhazes não é um sinal tão considerável assim, na medida em que a Rússia ainda não definiu uma data para essa visita. Afirma que deveria ocorrer o quanto antes, mas prevê-se que apenas aconteça em outubro, data essa que para o comentador SIC será tardia. Uma vez que a central nuclear é diariamente bombardeada, um desastre pode acontecer a qualquer instante, o que seria catastrófico, conclui.

"A qualquer dia, a qualquer momento, nós podemos ter uma grande desgraça", assume José Milhazes, reforçando a urgência da visita da Agência Internacional.

Muitos analistas apontam o inverno como um período de pausa no conflito devido às condições meteorológicas extremas que se registam habitualmente na Ucrânia, mas para o comentador SIC, isso não será um entrave para ambos os exércitos que estão habituados a condições adversas. Aponta ainda a modernização das armas e dos materiais militares como um fator importante para o facto da guerra poder prosseguir durante os meses frios. Contudo, José Milhazes, acrescenta que os exércitos sentirão mais dificuldades na locomoção, nomeadamente através de tanques e blindados.

"Não há nada impossível neste conflito", garante o comentador referindo-se a uma eventual reconquista da Crimeia por parte das forças ucranianas. Neste momento da guerra, já foi possível verificar que os planos não estão a correr como inicialmente planeados por Putin, o que significa que o conflito poderá sofrer um volte-face. Os serviços secretos ingleses falam num território conquistado pela Rússia de tamanho semelhante ao território de Andorra, mas o espaço já reconquistado pela Ucrânia é equivalente à área da Dinamarca, o que para José Milhazes, é sinal que algo pode mudar a qualquer momento neste conflito.

Últimas Notícias
Mais Vistos