Mundo

Coreia do Norte lança quatro mísseis de curto alcance

Loading...

As demonstrações de armamento norte-coreano têm escalado a um nível recorde este ano.

A Coreia do Norte lançou quatro mísseis de curto alcance no Mar Amarelo, informou este sábado o Exército sul-coreano, depois de uma série recorde de lançamentos de mísseis por Pyongyang esta semana.

Os militares da Coreia do Sul detetaram este sábado o lançamento "a partir de Donglim, província de Pyongan do Norte, para o Mar Ocidental entre as 11:32 e as 11:39 da locais (02:32 e 02:39 TMG e em Lisboa)", afirmou o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul num comunicado, utilizando outro nome para o Mar Amarelo.

A Coreia do Norte lançou esta semana dezenas de mísseis para o mar, incluindo um míssil balístico intercontinental que desencadeou avisos de evacuação no norte do Japão, e pilotou aviões de guerra dentro do seu território.

Loading...


A Coreia do Norte descreveu as suas ações militares como uma resposta adequada a uma combinação de exercícios aéreos entre os Estados Unidos e a Coreia do Sul, a que chamou uma exibição de "histeria de confronto militar" dos EUA.

Os Estados Unidos pilotaram dois bombardeiros supersónicos B-1B este sábado sobre a Coreia do Sul nos últimos dias dos exercícios conjuntos, numa demonstração de força destinada a intimidar a Coreia do Norte sobre a sua atividade intensificadora de testes.

O exercício "Tempestade Vigilante" (Vigilant Storm) que envolveu cerca de 240 aviões de guerra, incluindo caças F-35 avançados de ambos os países, desencadeou uma reação da Coreia do Norte.

O "Tempestade Vigilante" tinha sido inicialmente programado para terminar na sexta-feira, mas os aliados decidiram prolongar o treino até este sábado, em resposta a uma série de lançamentos balísticos norte-coreanos na quinta-feira, incluindo um ICBM que desencadeou alertas de evacuação e parou os comboios no norte do Japão.

Seul mobiliza jatos furtivos após detetar 180 caças norte-coreanos no espaço aéreo

O Exército sul-coreano mobilizou na sexta-feira a sua frota de caças furtivos depois de detetar movimento de 180 caças norte-coreanos.

Pyongyang continuou os disparos de artilharia pelo terceiro dia consecutivo enquanto prosseguem os exercícios militares conjuntos entre Seul e Washington.

“Os nossos militares detetaram cerca de 180 caças norte-coreanos” no espaço aéreo de Pyongyang, disse o Estado-Maior Conjunto em Seul, acrescentando que “mobilizaram 80 caças, incluindo F-35As”. Os aviões que participam nos exercícios militares com os Estados Unidos também estão “prontos para descolar”, segundo a mesma fonte, citada pela AFP.

Loading...

A Coreia do Sul e os Estados Unidos da América prolongaram até este sábado a "Tempestade Vigilante", um exercício aéreo conjunto que envolve centenas de aviões de guerra de ambos os lados.

Logo após este anúncio do prolongamento dos exercícios, os militares de Seul detetaram cerca de 80 disparos de artilharia do Norte em direção a uma "zona tampão" marítima da área de Kumkang, na província de Kangwon, na costa leste do país.

Os disparos são "uma clara violação" do acordo inter-coreano de 2018, que estabeleceu essas "zonas tampão" para reduzir as tensões entre os dois lados, disse o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul.

Últimas Notícias