Mundo

Intercalares nos EUA: Pensilvânia entregue aos democratas é a "grande novidade da noite"

Opinião

Loading...

Germano Almeida faz uma análise da única viragem até ao momento na Câmara Alta, numa altura em que o "tsunami republicano anunciado nem uma pequena ondinha se revelou".

A vitória dos democratas no estado norte-americano da Pensilvânia é "a grande novidade da noite". O democrata John Fetterman venceu a corrida eleitoral neste estado para o senado dos EUA, vencendo um lugar ocupado pelos republicanos e dando aos democratas a esperança de manter o controlo da câmara alta do Congresso.

Germano Almeida explica que, num estado em que há dois anos Biden derrotou Trump por apenas 0,5%, o candidato democrata derrotou agora o candidato republicano por pelo menos 2%: "O lugar é democrata e dá aqui uma vantagem aos democratas de dois lugares".

Numa altura em que faltam atribuir três vagas no Senado - Geórgia, Nevada e Arizona - a corrida segue renhida. Há apenas um senador de diferença entre os dois partidos, mas aqui pesará, por exemplo, o voto do estado da Geórgia, que poderá ter de ir a uma segunda volta. Os democratas estão à frente nos três estados que faltam apurar.

O comentador da SIC considera que o "tsunami republicano anunciado nem uma pequena ondinha se revelou", os republicanos têm uma vitória "pífia" na Câmara dos Representante, certamente muito menor que os democratas há dois anos.

Destaque ainda para a Florida, onde os republicanos conseguiram eleger senador e governador. Este último, Ron DeSantis, venceu por larga margem e é agora apontado como um dos possíveis candidatos às primárias do partido daqui a dois anos. Poderá ser inclusive adversário de Donald Trump, caso a candidatura se confirme.

A noite destas eleições para Germano Almeida tem três vencedores e dois vencidos, mas "o principal vencedor surpreendentemente é o Presidente Joe Biden".

Últimas Notícias
Mais Vistos