País

Reaberta circulação na A25 e no IC2 em Albergaria-a-Velha e Águeda

NUNO ANDRÉ FERREIRA

Incêndio que obrigou ao corte foi dado como dominado, mas não extinto.

A Autoestrada 25 (A25) e o Itinerário Complementar 2 (IC2) foram já reabertos, em Albergaria-a-Velha e Águeda, no distrito de Aveiro, onde o incêndio na localidade de Paus motiva "maior preocupação", disse fonte da proteção civil.

"Neste momento já temos o IC2 e a A25 reabertos. O incêndio da Veiga (Águeda) já está dado como dominado, mas não extinto, continuamos em trabalhos no incêndio de Paus (Albergaria-a-Velha), que é o que está a implicar mais meios e maior preocupação", afirmou à Lusa o comandante distrital de proteção civil, António Ribeiro.


António Ribeiro explicou, a partir do teatro de operações, que está a ser dada maior atenção ao incêndio de Paus, que deflagrou às 11:28 de quinta-feira e que "tem progredido para a parte baixa do concelho de Albergaria-a-Velha, já perto da margem do rio Vouga", pelo que a preocupação "agora é proteger as povoações de Frossos, Angeja e São João de Loure".


Para a zona foram mobilizados sete meios aéreos e as Forças Armadas enviaram para o distrito de Aveiro três máquinas de rasto do Exército, "para apoiarem na abertura de caminhos que facilitem o acesso dos operacionais que combatem os incêndios".


Segundo fonte militar, os meios foram deslocados no seguimento de um pedido da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, envolvendo um total de 15 militares.


Devido aos incêndios, as câmaras municipais de Águeda e Albergaria-a-Velha acionaram os respetivos planos municipais de emergência, o que permite aos respetivos presidentes acionar e mobilizar recursos, nomeadamente máquinas e equipamentos julgados úteis para auxiliar no combate às chamas e na proteção de pessoas e bens.


Os vários incêndios no distrito foram considerados dominados ou controlados ao início da noite de quinta-feira, mas reacendimentos ocorridos de madrugada devido aos ventos fortes levaram ao corte da circulação na Autoestrada 1 (A1), entre Estarreja e Aveiro Sul, e na A25, junto ao nó do Carvoeiro, bem como a fechar o IC2, entre Águeda e Albergaria-a-Velha.


De acordo com a página na Internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), às 12:50 o fogo que começou na localidade de Paus, em Albergaria-a-Velha, mobilizava 312 operacionais, apoiados por 96 veículos e sete meios aéreos.


Já no incêndio que teve início às 16:28 de quinta-feira na localidade de Veiga, concelho de Águeda, estavam 198 meios, apoiados por 64 meios terrestres.


O fogo que deflagrou na quinta-feira ao fim da manhã na localidade de Macinhata do Vouga, também em Águeda, estava a ser combatido por 130 operacionais, com o apoio de 39 veículos.
Às 13:00, fonte do Comando Distrital de Operações e Socorro (CDOS) de Aveiro disse à Lusa que a Autoestrada 1 (A1) se mantém cortada devido um incêndio no concelho de Albergaria-a-Velha.

Lusa