País

PJ investiga ameaças a três deputadas e membros da SOS Racismo

Tiago Henrique Marques / Lusa

Carta deu 48 horas para 10 pessoas abandonarem o país.

Membros da SOS Racismo estiveram esta quarta-feira na sede da Polícia Judiciária onde foram ouvidos depois de na terça-feira terem recebido um e-mail com ameaças, dando 48 horas para que 10 pessoas abandonassem o país.

Na lista é feita referência a três deputadas: Joacine Katar Moreira, Beatriz Gomes Teixeira e Mariana Mortágua.

Ao que a SIC apurou, o e-mail é assinado pela Nova Resistência Nacional, um movimento anónimo que no passado sábado se manifestou junto à sede da SOS Racismo com roupas pretas e tochas na mão.

Grupo de nacionalistas manifestou-se em frente à sede da SOS Racismo

Um grupo de nacionalistas colocou máscaras brancas no rosto e muniu-se de tochas para protestar, no sábado, em frente à sede da SOS Racismo. A associação vai agora apresentar queixa no Ministério Público.

O protesto juntou cerca de 20 nacionalistas e quem viu descreveu um ambiente de medo.