País

Ordem dos Médicos garante que pode e deve auditar todas as entidades

António Costa acusou o organismo de "não tem competência legal" para fiscalizar

O bastonário dos médicos, Miguel Guimarães, em resposta ao António Costa disse que a Ordem pode e deve auditar entidades dos setores privado e social quando está em causa a qualidade dos cuidados de saúde.

O primeiro-ministro acusou o organismo de ir além das suas competências na auditoria que realizou no Lar de Reguengos de Monsaraz, onde morreram 18 pessoas durante o surto de Covid-19.

Costa desacredita relatório sobre Reguengos: "Ordens não existem para fiscalizar o Estado"

O primeiro-ministro, António Costa, disse que a Ordem dos Médicos "não tem competência legal" para fiscalizar ou fazer auditorias externas.

"Ordens não existem para fiscalizar o Estado", disse o chefe de Governo, numa entrevista ao Expresso.

Em entrevista ao jornal Expresso, o primeiro-ministro defendeu ainda a atuação de Ana Mendes Godinho no caso do lar de reguengos.

CDS acusa primeiro-ministro de querer "aplicar a lei da rolha" à Ordem dos Médicos

O presidente do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, acusou o primeiro-ministro, António Costa, de querer aplicar a lei da rolha à Ordem dos Médicos.

Para Francisco Rodrigues dos Santos, a entrevista de António Costa ao Expresso não foi mais do que uma tentativa de resgate político da ministra do Trabalho e Segurança Social.