Coronavírus

Médicos ameaçam entrar em guerra com António Costa

ANDRÉ KOSTERS

Em causa está o tom do primeiro-ministro nas críticas que fez aos profissionais de saúde.

Especial Coronavírus

Os médicos ameaçam entrar em guerra com o primeiro-ministro se não se redimir das críticas que fez aos profissionais de saúde.

Na quarta-feira, António Costa criticou os que condenaram a atuação das autoridades no contexto da pandemia, em especial no lar de Reguengos de Monsaraz.

De acordo com o Semanário Expresso, a Ordem dos Médicos e o Sindicato Independente dos Médicos adiantam que se o primeiro-ministro não corrigir o tom, vai perder o apoio da classe profissional.

Para além disso, exigem a demissão do diretor Regional de Saúde do Alentejo, que ameaçou os médicos que denunciaram as más condições no lar de Reguengos de Monsaraz, onde morreram 18 pessoas.

Veja também: