País

Açores. Marcelo diz que solução governativa "não é a ideal" e deixa aviso ao PSD

"Na vida, não há só vantagens. Há também preços, quer a nível regional, quer a nível nacional" 

Marcelo Rebelo de Sousa afirmou hoje que a solução governativa encontrada nos Açores "não é ideal", mas frisou que o Presidente da República não tem de "gostar ou desgostar" daquela que era a "única solução constitucional"."

"Para quem como eu tem tido um mandato preocupado em fazer pontes, em reforçar a moderação, o aceitar como boa a alternativa, mas evitar a radicalização, é evidente que não é uma solução ideal aquela que significa uma coisa diferente", disse o Presidente da República, quando questionado sobre a solução de governo na região, que integra PSD, CDS e PPM, e que é viabilizada pelo Chega e pela IL no parlamento regional.

Marcelo Rebelo de Sousa frisou que o Presidente da República não tem de "gostar ou desgostar" daquela que era a "única solução constitucional".

"Como única solução foi aquela que o senhor Representante da República acolheu. Gostar de é uma coisa diferente. Nem o Representante da República nem o Presidente da República tinham de gostar ou desgostar", acrescentou.

O chefe de Estado deixou ainda um aviso ao PSD: há que pagar o preço de determinadas opções políticas.

"Na vida, não há só vantagens. Há também preços, quer a nível regional, quer a nível nacional", alertou.