País

Eduardo Cabrita "foi um ministro que fez o que lhe competia fazer" 

Primeiro-ministro sai em defesa do ministro da Administração Interna no caso do SEF.

O ministro da Administração Interna enviou uma carta de condolências à viúva do cidadão ucraniano que morreu às mãos do SEF.

Isto no dia em que se soube que o primeiro-ministro não demite Eduardo Cabrita. António Costa acredita que o ministro fez tudo o que devia ter feito.