País

Eduardo Cabrita "foi um ministro que fez o que lhe competia fazer" 

Primeiro-ministro sai em defesa do ministro da Administração Interna no caso do SEF.

O ministro da Administração Interna enviou uma carta de condolências à viúva do cidadão ucraniano que morreu às mãos do SEF.

Isto no dia em que se soube que o primeiro-ministro não demite Eduardo Cabrita. António Costa acredita que o ministro fez tudo o que devia ter feito.

  • O cartão amarelo que não se percebe 

    Opinião

    Despir a camisola aquando da celebração de um golo é proibido pelas leis de jogo. Penso que toda a gente sabe disso. Aliás, basta apenas que um qualquer jogador cubra a cabeça usando essa peça de equipamento para ser sancionado.

    Duarte Gomes