País

Oposição não ficou convencida com as explicações de Eduardo Cabrita

O Bloco de Esquerda pede a saída do ministro.

A oposição não ficou convencida com as explicações de Eduardo Cabrita. Já o Presidente da República avisa que o próprio SEF está em causa, se se apurar que o que aconteceu não foi um caso isolado. Sem particularizar nomes, Marcelo Rebelo de Sousa diz que há protagonistas que poderão ter de mudar.

Para o Presidente da República, o anúncio da indemnização à família de Ihor Homeniúk e a demissão da diretora do SEF são sinais de que o Estado está a assumir responsabilidade pelo homicídio do ucraniano no aeroporto de Lisboa.

Nove meses depois do crime, Marcelo diz que é preciso apurar se este foi um caso único

"Se for ato isolado em que há determinados responsáveis é uma coisa, se é forma de funcionamento do SEF é outra coisa e muito mais grave”, disse.

“Se for uma atuação sistemática, o que está em causa é próprio SEF”.

Se for esse o caso, diz o Presidente, o Governo terá de reconhecer que a instituição não pode continuar nos mesmos termos.

Partidos querem mais esclarecimentos

Sem rodeios, o Bloco de Esquerda pede a saída de Eduardo Cabrita. As explicações do ministro não convenceram a oposição.

“Quem oito meses depois se vitimiza, não percebeu o que deveria ter dito ao país. Reconhecemos que o ministro não tem condições para continuar”

O PSD vai continuar a querer esclarecimentos. Esclarecimentos esses esperados para a próxima terça-feira, quando o ministro da Administração Interna for questionado pelos deputados no Parlamento.