País

"O primeiro-ministro tem de respeitar o meu direito à crítica", diz Poiares Maduro

O antigo ministro afirma que a conspiração contra o Governo é fruto da “imaginação” do António Costa.

Miguel Poiares Maduro respondeu às acusações de António Costa de que estaria a conspirar contra o país. As declarações surgem na sequência do polémica com o procurador José Guerra, que envolve a ministra da Justiça.

“Um primeiro-ministro confundir a crítica ao seu Governo com uma crítica e uma conspiração contra o país é profundamente anti-democrático”, afirma Poiares Maduro, antigo ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional.

O social-democrata considera que António Costa o ameaçou e afirma que é a conspiração contra o Governo português é fruto da “sua imaginação”.

“Estamos a criticar um processo que ocorreu com falhas graves e, do meu ponto de vista, implicam responsabilidades políticas. Concordando-se ou não com a minha posição, o primeiro-ministro tem de respeitar o meu direito à crítica e não o pode transformar numa conspiração contra o país”, sublinha.

  • Quem és tu, César?

    Extremos

    Quando a investigação da SIC percebeu que a vida publicada de César do Paço poderia ser fruto da imaginação do protagonista, fizemos alguns esforços para conhecer a verdadeira face do empresário. O essencial dessas descobertas será revelado na Grande Reportagem "Cifrões e outros demónios, 2ª edição", último episódio da série "A Grande Ilusão", mas o detalhe dos dois doutoramentos revelamo-lo já aqui.

    Pedro Coelho

  • 0:23