País

Cavaco não cumprimenta Marcelo. "Incidente escusado" que causa "estranheza"

Análise da editora de política da SIC à tomada de posse de Marcelo Rebelo de Sousa para o segundo mandato.

A editora de política da SIC, Cristina Figueiredo, considera que o ex-Presidente da República Cavaco Silva criou um "incidente escusado" ao não cumprimentar Marcelo Rebelo de Sousa na tomada de posse.

Na Edição da Tarde, afirma que concorda com Marcelo, que diz que é uma causa menor, mas considera que causa estranheza. "Não é bonito", acrescenta.

Fonte oficial do gabinete do ex-Presidente indicou que Cavaco Silva transmitiu que "teve imensa honra em estar na cerimónia" mas "teve de regressar a casa logo que terminou".

Marcelo Rebelo de Sousa tomou esta terça-feira posse para um segundo mandato como Presidente da República.